>

ATENDIMENTO AO CLIENTE
+55 92 3233-8136

 Atendimento 1 

Whatsapp

 Atendimento 2 

Whatsapp

             





RESULTADO

EXAMES







EXAMES

AGENDAMENTO







COLETAS

COMO SE PREPARAR?







POSTOS

COLETAS








 

Vacina da gripe é testada para o tratamento do infarto - 22/02/2020


Notícias

Uma pesquisa de cardiologistas, coordenada pelo Hospital Israelita Albert Einstein em parceria com o Instituto do Coração (InCor) e mais 41 instituições médicas, testa o uso de vacinas da gripe como um importante aliado no tratamento emergencial de pacientes com quadro de infarto agudo.

 

 

O estudo avalia o impacto da aplicação de duas doses no momento em que o paciente é diagnosticado com o problema. Para as análises, foram escaladas 9 000 pessoas com o problema cardíaco na faixa etária dos 60 aos 65 anos. As primeiras conclusões do trabalho — que levará em conta tanto a recuperação quanto os riscos de reincidência de um novo infarto — devem ser publicadas em dezembro do ano que vem. Até lá, os participantes passam por exames clínicos de sangue e de imagem para acompanhamento da evolução do quadro de saúde.

 

 

“Se nossa hipótese for confirmada, o atual protocolo médico utilizado para o atendimento de pacientes infartados pode sofrer mudanças “, diz Otávio Berwanger, cardiologista e diretor executivo da área de pesquisa do Hospital Israelita Albert Einstein. Todas as etapas do estudo são realizadas em parceria com Ministério da Saúde por meio do Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do Sistema Único de Saúde (PROADI-SUS).

 

 

Método de prevenção

 

 

A pesquisa surge amparada em diretrizes médicas nacionais e internacionais que recomendam a imunização anual contra o vírus Influenza em todos os pacientes considerados de alto risco, o que inclui homens e mulheres com infarto. A relação entre os dois se dá em um processo anterior ao entupimento das artérias. “Antes de tudo, há uma inflamação, que é um dos gatilhos para que as placas de gordura se formem e se rompam”, explica Roberto Kalil Filho, presidente do InCor. “Isso facilita o desenvolvimento de coágulos com consequente obstrução dos vasos, acarretando o infarto”.

 

 

Quando o paciente toma a vacina, melhora a imunidade, diminui os riscos de infecção respiratórias e ajuda a evitar as alterações vasculares que trazem o desenvolvimento do infarto.

 

 

O novo estudo, no entanto, levaria o uso da vacina a outro patamar, tornando-a parte do grupo de remédios recomendados aos pacientes no momento da internação em decorrência de um infarto. “É um passo além do que já conhecemos”, diz Berwanger.

 

 

Enquanto a pesquisa não revela suas primeiras conclusões, a orientação dos profissionais aos pacientes é que sigam tomando doses recomendadas durante as campanhas de vacinação.


Galeria de Fotos
 


 

 

NOTÍCIAS E COMUNICADOS

 



Vacina da gripe é testada para o tratamento do infarto
22/02/2020





Internet usada levar subespecialistas de saúde ao interior.
04/01/2018





O segredo para reduzirmos a ansiedade.
22/05/2017












MANAUS/AMAZONAS
RUA RAMOS FERREIRA, Nº 1110 - CENTRO

ATENDIMENTO AO CLIENTE:
+55 92 3233-8136
atendimento@laboratoriocpde.com.br